Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Era uma vez...e foram felizes para sempre!

No fundo todos gostamos de romances e finais felizes! Aqui ficam pequenas partilhas das emoções que vivemos até ao momento do beijo que nos desperta!

Era uma vez...e foram felizes para sempre!

No fundo todos gostamos de romances e finais felizes! Aqui ficam pequenas partilhas das emoções que vivemos até ao momento do beijo que nos desperta!

Onde estamos?

Dizes que me amas mas ultimamente só me despertas ira.

Gritas aos quatro ventos que não vives sem mim quando na realidade o que tens estado a fazer é afastar-me quando me apertas!

O que tu chamas de amor, eu chamo sufoco e o que sentes como paixão, eu vivo como loucura.

Que é feito do homem extraordinário que me repetia vezes sem conta que o que o apaixonava em mim era a minha aptidão de andar sempre no mundo da lua?
Quantas vezes ficavas parado a rir e a assistir à minha busca incessante das chaves, telemóvel, carteira e afins?



Hoje, tudo te tira do sério... para logo a seguir pedires desculpa e descarregares a lenga-lenga do "eu amo-te, desculpa, eu amo-te"

Dizias que o que te encantava em mim era a capacidade de ser única. De repente, essa singularidade, passou a ser corriqueira e a razão passou a ser exclusividade tua.
Começamos a fazer tudo juntos e a andar como se fossemos um só. Não me interpretes mal, eu adoro a tua companhia mas somos duas cabeças e duas vidas, que apesar de juntas e unidas não se fundiram. Eu entendo que foi a forma que encontraste para me provares que ainda me queres mas será que não vês que tudo à nossa volta se tornou maquinal?

Que é feito da espontaneidade dos nossos dias? Cada um tinha o seu ar e o seu espaço e era isso tornava que os nossos momentos repletos de fascínio, emoção e paixão!

Onde andas? Onde estamos?

Quero tanto que voltes! Aliás, precisamos que voltes!

Para existirmos!