Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Era uma vez...e foram felizes para sempre!

No fundo todos gostamos de romances e finais felizes! Aqui ficam pequenas partilhas das emoções que vivemos até ao momento do beijo que nos desperta!

Era uma vez...e foram felizes para sempre!

No fundo todos gostamos de romances e finais felizes! Aqui ficam pequenas partilhas das emoções que vivemos até ao momento do beijo que nos desperta!

O caminho

Cometemos o maior erro de quem ama, ou de quem se julga amar.

 

Querer moldar o outro e achar que as pessoas mudam.

 

E isso não faz mesmo qualquer sentido.

 

Se me apaixonei pelo que és, porque raio te quero mudar? Se me amas, o que realmente te importa é a minha felicidade, mas não será hipocrisia, querer que a minha felicidade se baseie na tua vontade?

 

Fazemos juras de amor e promessas daqui até à Lua mas na verdade, se o caminho  até à Lua não passar na minha rua, vai ser difícil arranjar tempo para lá ir.

 

Atenção que isto não é uma critica ao teu comportamento, é apenas uma chamada à realidade. À nossa realidade, porque não me excluo desse plano de auto-satisfação embrulhado em papel altruísta.

 

Não duvido que gostemos um do outro, mas chamar lhe amor,possivelmente é demasiado ambicioso e auspicioso.

 

Adoramos proporcionar o melhor que temos um ao outro mas honestamente e claro inconscientemente, fazemo-lo à espera de terminada reacção. 

 

Mais do que isso, concebemo-lo na expectativa da devolução nas medidas que nos servem que nem uma luva.

 

E isso está errado? Provavelmente não.

 

Acredito que está nos nossos genes e no nosso subconsciente,que faz parte deste ser estranho que é o Homem.

 

Agora cabe-nos decidir o que queremos fazer com este conhecimento.

 

Podemos manter-nos juntos e conscientes que o percurso daqui até à Lua é um beco sem saída ou cada um vai procurar no seu mapa a rua quenos levará até lá.

 

Eu comprometo-me a começar a registar as rotas se tu indicares os percursos.